quinta-feira, 6 de novembro de 2008

"Limite"


Limite


"Limite", de Mário Peixoto, é considerado uma lenda da cinematografia brasileira. Subjetivo e complexo, esse clássico é formado por belíssimas imagens, inspiradas nas vanguardas artísticas européias do início do século XX. Não por acaso a trilha sonora é composta por temas de Debussy e Villa-Lobos, nosso compositor mais cosmopolita.
O enredo é simples: tres pessoas vagam sem destino em um barco, relembrando o passado. desse entrecho dramático, Mário Peixoto, retira toda sorte de reflexões. Tinha menos de 20 anos durante as filmagens.
"Limite" foi considerado tão brilhante e inovador que o grande diretor russo Sergei Einstein disse, apos assistir uma exibiçao do filme de Peixoto em Londres, " Daqui vinte anos, a mensagem de cinema da América do Sul será nova, tão cheia de poesia e de estrutura, como o que assisti hoje. Jamais acompanhei um fio condutor tão proximo do genial como dessa narrativa". Infelismente, pouco depois "Limite" se tornaria um mistério: muito falado, pouco visto.

Ademir Luiz da Silvar


Ademir é Professor no curso de História da Faculdade Alfredo Nasser - UNIFAN e do curso de Arquitetura da Universidade Federal de Goias - UFG.
Também é Crítico de cinema.

eEscr

2 comentários:

Wendell Borges disse...

onde posso conseguir esse filme de Mário Peixoto, Limite, voce possui ou sabe onde posso baixá-lo da internet?

Ja1000 disse...

Filme enviado para seu e-mail...